Educativo e divertido por Marcelo Tas

Facebook Twitter Snapchat
Facebook Twitter Snapchat

filtrar por:

Resultado da busca

Carregando...

Na Vibe

Notícias boas.

Na Vibe

Notícias boas.

Favorito
126 Ohh!
134 Kkk
137 Uau!

Aproveite as férias para estudar idiomas com um refugiado

O projeto Abraço Cultural se prepara para o início das aulas da sua 4a edição e convida os brasileiros para um intercâmbio cultural sem sair do país.

Início de ano é cheio de promessas a cumprir. Aprender um novo idioma e ser uma pessoa melhor são itens corriqueiros na listinha de afazeres. Vamos começar a colocar em prática? O projeto Abraço Cultural uniu o útil ao super agradável: estudar idiomas com os refugiados que buscam paz no Brasil. Além de aprender e praticar uma língua nova, você vai trocar experiências culturais, gerar renda e a valorização pessoal e cultural dos refugiados residentes no Brasil.

Foto: Reprodução Facebook

Image title
Aprender idiomas com o Abraço Cultural vai muito além de uma sala de aula tradicional.

Em sala de aula ou fora dela, os professores conduzem os alunos por uma jornada de cultura-experiência por seus países de origem. O aprendizado do idioma se dá por meio do compartilhamento das histórias de cada professor e elementos culturais de seus países de origem como músicas, filmes, culinária, arte, história, política e festas típicas. 

A iniciativa teve início em julho de 2015 e reuniu até agora 290 alunos, 50 voluntários, dando oportunidade de inserção no mercado brasileiro a 28 professores refugiados.

O Abraço Cultural – Curso com Refugiados está com inscrições abertas para sua 4ª edição que acontece de 11 de janeiro a 05 de fevereiro de 2016.  O curso intensivo de férias acontecerá às segundas, quartas e quintas-feiras. O encerramento das aulas será celebrado com a 2ª edição da festa Aquele Abraço Cultural, evento para celebrar a cultura dos professores refugiados do curso, no dia 13 de fevereiro de 2016.

O curso é oferecido apenas na cidade de São Paulo, mas pretende ser replicável em outras cidades e países. 

Conheça a história de alguns professores do Abraço Cultural:

• Alphonse - Professor de inglês

Fotos: reprodução www.abracocultural.com.br

Image title
Alphonse Nyembo Wanyembo, congolês e um dos professores de inglês do Abraço Cultural

Alphonse Nyembo Wanyembo, 29 anos é Congolês e um dos professores de inglês. Considerado o príncipe do projeto – seu sobrenome significa filho do rei – veio da República Democrática do Congo há três anos com as duas irmãs e o primo. Hoje, além dos três, mora com eles e a sobrinha de dois anos. Alphonse, é de uma família de 9 irmãos, nasceu na região do Lago Kivu, fronteira do Congo com Ruanda e Uganda, palco de muitos conflitos pelas pedras preciosas e ouro. Fugindo da guerra, a família seguiu para Lubumbashi. A perseguição política aos estudantes e a situação econômica do Congo, foram os motivos que o fizeram deixar o pais.

Estudou Letras em uma universidade americana, cuja língua oficial era o inglês e a maioria dos professores era dos EUA. Diferentemente do Brasil, no Congo não existe educação gratuita. Apesar de ser formado em letras, quando chegou ao Brasil decidiu estudar engenharia. Terminou recentemente um curso técnico em mecatrônica e, além de ministrar aulas de inglês e francês, também trabalha em uma assistência técnica de aparelhos da Sony.

Uma das formas que Alphonse e sua família usam para matar as saudades da terrinha é assistindo a vídeos de música no youtube. Ente os ritmos que escutam estão rumba e house, que são bem diferentes do que entendemos no Brasil por estes nomes.

• Geneviève - Professora de francês
Image title

Geneviève Cherubin, 32, é haitiana e chegou ao Brasil em junho de 2015 depois de um período de 6 meses no Equador esperando o visto brasileiro. Era professora de educação infantil em seu país natal e continuou ministrando aulas como voluntária após o terremoto que atacou o seu país em 2010 provocando a morte de mais de 300 mil habitantes. Além de professora, a haitiana adora cantar e contar histórias tradicionais do seu país de origem.

Depois de deixar a mãe e o irmão no Haiti, desembarcou sozinha no Brasil. Seu filho vive com o pai nos EUA enquanto Geneviève busca reestabelecer sua vida em São Paulo. O projeto Abraço Cultural representa para ela a garantia da sua independência e possibilidade de continuar fazendo o que ama: ensinar. 

• Mohamad - Professor de inglês

Image title

Mohamad Alsaheb nasceu em Damasco, capital da Síria, e veio para o Brasil em 2014 fugindo da guerra que ainda é realidade no seu país. Apesar do carisma, a história de Mohamad não foi fácil. Diretor de Arte, tinha seu próprio estúdio de animação quando a revolução chegou. Sua noiva, que era engajada politicamente, foi sequestrada e todos do seu círculo de amigos e colegas passou a ser procurado. Assim, Mohamad foi para Dubai, enquanto sua mãe foi viver no Egito com a filha que já morava no país. Conseguiu empreego em Dubai, mas não era dado visto de permanência para sírios. Decidiu se mudar para o Líbano, onde morou por dois anos trabalhando para um canal de televisão.

No Brasil há um ano, ainda não fala português, mas já encontrou trabalho na sua área. Encantado pelo povo brasileiro, diz que apesar da falta de assistência do governo, a população compensa tudo. Apesar de pouco tempo no Brasil, já realiza trabalho voluntário como professor de idiomas para brasileiro no Instituto Genesis como uma forma de retribuir o carinho que recebeu no país. Chegou ao aeroporto sem nenhuma referência. Conheceu dois sírios no vôo e foi com eles para um hotel em Guarulhos, onde ficaram 10 dias. De lá, os três seguiram para uma pensão no bairro do Ipiranga onde moram com outras 17 pessoas, entre brasileiros e estrangeiros.

Mohamad não vê sua família há quatro e segue sem previsão para o tão esperado reencontro. 

Você pode ainda conferir o trabalho do Mohamad. Seu portfólio está disponível em http://mh-alsaheb.webs.com/animation.htm e uma de suas animações está disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=6fYRwzCMcB8

Assista ao vídeo de divulgação do curso e conheça mais sobre o projeto. 

Serviço
Abraço Cultural: Intensivo de Férias 2016 - Curso de Cultura e Idiomas com Professores Refugiados
Data do curso: De 11 de janeiro a 5 de fevereiro de 2016 (36 horas)
Festa Aquele Abraço Cultural 2ª edição: 13 de fevereiro de 2016
 
Segundas, quartas e quintas-feiras
Árabe Básico 19h-22h Escola SP 
Árabe Básico II 19h 22h Casa de Trocas
Francês Básico I 11h-14h Adus 
Francês Básico I  16h - 19h Adus
Francês Básico I 19h - 22h Escola SP
Francês Básico II 16h-19h Adus
Espanhol Básico I  19h-22h Escola da Cidade
Espanhol Inter I 19h-22h Escola SP 
Inglês Básico I Adus 11h - 14h
Inglês Básico I 19h-22h Escola da Cidade
Inglês Intermediário 19h-22h Escola SP
Inglês Conversação 19h-22h Casa de Trocas
 
Aulas culturais: às quintas-feiras no mesmo horário da aula.
 
Valores:
R$ 650,00 
Parcelas em 3x de R$ R$ 220,00
 
Inscrições:
Online: www.abracocultural.com.br

1 COMENTÁRIO

Escreva um comentário
  • Cristina Lima Rosati

    06 Jan 2016, 20:36

    Poderia ser on line....seria OTEMO...bjuss

Leia também